13/05/2021 às 17:06, Atualizado em 13/05/2021 às 17:07

Grande quantidade de resíduos eletrônicos é recolhida de reserva ambiental em assentamento

Sederma alerta para as implicações do crime ambiental e solicita aos moradores que denunciem a prática de descarte irregular

Cb image default
Foto: Erica Lescano

Na manhã desta quinta-feira (13), a equipe da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente (Sederma) atendeu a denúncia de descarte irregular de lixos e resíduos eletrônicos na reserva ambiental do assentamento Alambari CUT. Na reserva, havia vários resíduos eletrônicos e outros tipos de resíduos, que foram retirados pela equipe.

O secretário da Sederma, Antônio Galdino, reforça que o descarte irregular é crime ambiental e enfatiza que a Secretaria é um ponto de coleta de resíduos eletrônicos. A Prefeitura pede para que os moradores denunciem, tirem fotos, ao avistarem algum descarte irregular e enviem para a o email da Secretaria: meioambientesidrolandia@gmail.com ou desenvolvimento@sidrolandia.ms.gov.br.

Cb image default
Foto: Erica Lescano

O envolvimento da comunidade no zelo com o meio ambiente é necessário, pois além dos danos à natureza, o descarte irregular de lixo pode trazer consequências à saúde humana, a partir da proliferação de animais peçonhentos e insetos, como o mosquito Aedes Aegypti, que transmite dengue, zika vírus, febre amarela e chikungunya. Os resíduos eletrônicos não se decompõem naturalmente no ambiente e podem contaminar o solo, lençol freático devido aos metais pesados em suas composições.

Em caso de dúvidas, sugestões ou reclamações ligue para a Sederma, o telefone é (67) 3272-2926. A Secretaria está localizada na Rua Targino de Souza Barbosa, 270, Centro, esquina com a rua Santa Catarina.