02/05/2022 às 07:52, Atualizado em 02/05/2022 às 07:56

Com mutirão, Saúde faz 244 ultrassons e acaba a fila de espera

Cb image default
Foto: Rafael Brites

Nesta sexta e sábado a Prefeitura promoveu no Centro de Especialidades Municipal (CEM) o mutirão de ultrassonografia, realizando 244 ultrassons em pacientes que aguardariam para serem atendidos até o dia 26 de junho.

Os procedimentos foram de ultrassom da mama, renal, tireoide, próstata, obstétrica, transvaginal e abdômen total. Três equipes foram montadas para atender à população. O Dr. Aristeu realizou 95 ultrassons, Dr. Elcio 61 e Dr. Mario 88.

A professora Sueli Alves, 51 anos de idade, esperava para fazer ultrassom de abdômen completo há 30 dias, e o procedimento estava marcado somente para o dia 26 de junho, tendo que esperar pelo menos mais dois meses. “Fiquei sabendo do mutirão, liguei e agendei para hoje”, informa. Ela conta que toma remédio para alergia e em consequência deu alteração no fígado e o médico então solicitou a ultrassom. “Pra mim é importante, porque o tratamento sendo mais rápido já melhora o procedimento que eu tenho que fazer”.

Quem também estava na fila de espera, desde fevereiro, era Rosângela Arce dos Santos, de 50 anos de idade. “Quando eu vi ontem que o agente de saúde mandou pra mim sobre o mutirão eu vim rápido para fazer”. Rosângela esperava para fazer a ultrassom para poder passar pela cirurgia de vesícula, que há algum tempo já a incomoda.

O senhor José Leite, 70 anos de idade, foi ao CEM para fazer consulta com o cardiologista e foi pego de surpresa com a notícia do mutirão. José conta que há alguns meses está sentindo muitas dores no estômago e que chega a ficar até cinco dias sem comer por conta dos desconfortos. Se fosse fazer os exames particular teria que desembolsar aproximadamente R$ 400, dinheiro que neste momento ele não tem. “Está tudo encaminhado, com os exames prontos, segunda-feira já posso levar no médico e dar início ao tratamento”, informa.