30/11/2022 às 15:52, Atualizado em 30/11/2022 às 15:55

No Dia Mundial de Luta contra a Aids, Unidades de Saúde realizarão testes rápidos de HIV

Cb image default
Divulgação

Inicia-se amanhã (01/12) a Campanha Dezembro Vermelho, mês de luta contra a Aids, justamente no Dia Mundial de Luta contra a doença. Em Sidrolândia, a Secretaria Municipal de Saúde (SEMSP) realizará ações nas Unidades de Saúde, urbanas e do campo, para conscientizar a população quanto à importância da prevenção.

Sob a coordenação da Vigilância Epidemiológica, serão feitos testes rápidos e entrega de kit com preservativos.

“Esta é uma campanha de luta contra a Aids, no dia primeiro todas as Unidades de Saúde estarão realizando o teste rápido para HIV e também de Sífilis, em pronto atendimento a toda a população sidrolandense”, anunciou a coordenadora, enfermeira Viviane Famea Mitani.

De acordo com o cronograma, no período matutino, o teste rápido será feito nos postos de saúde situados no campo, sendo eles, Capão Bonito I, Oscalina Nantes, Móvel, Quebra Coco.

Os postos localizados na área urbana realizarão terão o atendimento no período vespertino. Os interessados poderão se dirigir ao ESF Central, Jandaia, Cleide Piran, Cascatinha, Diva Nantes, São Bento e Malvinas.

A prefeita Vanda Camilo, e o secretário de Saúde, Luiz Pitó, informaram que esta é uma Campanha, mas o teste rápido de HIV e mesmo de Sífilis, podem ser realizados em todas as Unidades urbanas ou rurais.

HIV/Aids no Brasil, MS e Sidrolândia

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids) divulgou um relatório no final de julho do ano passado, em que a estimativa da prevalência de pessoas que vivem com o vírus no Brasil dobrou nos últimos 20 anos.

Em Mato Grosso do Sul, levantamento realizado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) via SINAN (Sistema de Informações de Agravos de Notificação), houve redução de casos de HIV com 646 casos em 2020 e 501 em 2021. No caso de AIDS foram registrados 219 casos em 2020 e 202 casos em 2021.

Segundo a Gerente Técnica de IST/Aids e Hepatites Virais da SES naquele ano, Alessandra Salvatori, essa diminuição na notificação de casos provavelmente sofreu forte impacto em razão da pandemia provocada pelo Coronavírus.

No município de Sidrolândia, a Vigilância Epidemiológica/SEMSP também divulgou estatística com a evolução dos casos nos últimos anos.

Em 2019 foram 3, número que saltou para 8 em 2020, incluindo nesta contagem 1 gestante e 1 criança.

Em 2021 houve um crescimento significativo de casos de HIV em Sidrolândia, com 22 infectados, sendo 3 gestantes e 1 criança.

Em 2022 o mapa apresenta redução, com 12 casos, onde há nesta estatística, 2 gestantes e 1 criança.