19/01/2021 às 15:09, Atualizado em 19/01/2021 às 16:35

Realizado o ato de lançamento da vacinação contra a Covid-19 em Sidrolândia

3.560 doses serão aplicadas entre trabalhadores em Saúde e indígenas com mais de 18 anos

Cb image default
Fotos: Karina Souza

A Prefeitura de Sidrolândia realizou nesta terça-feira (19/01) no Hospital Beneficente Dona Elmíria Silvério Barbosa – no setor de entrada do CPN (Centro de Parto Normal) – o ato de início da Campanha de Vacinação contra a Covid-19 no município.

Vereadores, diretoria e alguns funcionários do Hospital, promotoras de Justiça da Comarca, equipe da Secretaria Municipal de Saúde, e órgãos da imprensa local, prestigiaram o ato.

A prefeita interina Vanda Camilo, o secretário de Saúde Dr. Renato Couto, a presidente do Hospital Getúlia Corrêa, o presidente interino da Câmara Municipal Sandro Gonzales, e a promotora de Justiça Janeli Basso, fizeram uso da palavra.

Cb image default
Divulgação

Três trabalhadoras vacinadas

Após os pronunciamentos, repletos de esperança no sucesso da vacina e da campanha, três mulheres receberam solenemente as primeiras doses o imunizante Coronavac, enviado aos Estados e Municípios brasileiros pelo Ministério da Saúde.

A técnica em enfermagem Maria das Graças Beneti Fontoura, 68 anos, 24 dedicados à profissão em Sidrolândia, foi a primeira.

Em seguida, a cozinheira Alda Xavier de Almeida Ribeiro, 53 anos, há 21 anos trabalhando no Hospital de Sidrolândia.

A terceira a receber o imunizante Coronavac foi a enfermeira Graciele de Araújo Targa, de 36 anos, profissional do CTI Covid do Hospital.

Cb image default
Divulgação

Prosseguimento da Campanha

A diretora de Saúde, Maria Ignácia Meireles, da Secretaria Municipal de Saúde, disse que a campanha já começou, e que a logística para as aldeias indígenas é tratada com as equipes de saúde dessas comunidades.

- Estamos com duas equipes volantes, compostas por dois vacinadores e um registrador. Essas equipes estarão indo em todas as Unidades de Saúde realizar a vacina nos profissionais que estão trabalhando na linha de frente da Covid. Estaremos realizando nessa semana a vacina nas unidades urbanas e estamos organizando junto com a equipe de Saúde Indígena os pontos nas aldeias, esperando que até o final da semana que vem, já finalizarmos essa etapa – disse a profissional de saúde.

Cb image default
Divulgação

Grupos de risco

Ficou definido que para esta primeira remessa, será possível imunizar os trabalhadores de Saúde que atuem na linha de frente e os da sala de vacinas, além da população indígena maior de 18 anos.

Serão 245 doses para servidores da Saúde, 24 para profissionais de vacina, e 1.510 para indígenas.

O Plano Nacional de Imunização prevê a aplicação de duas doses, com intervalo de 2 a 4 semanas. No caso de Sidrolândia, os vacinados receberão a segunda dose após 21 dias.

Idosos e outros grupos de risco, na sequência

Como a quantidade de doses destinada ao município nesta primeira remessa não é suficiente para atender a demanda, outros grupos de risco receberão a vacina, gradativamente, à medida em que chegarem novos lotes a Sidrolândia.

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, de forma escalonada, serão atendidos todos os profissionais de saúde, profissionais de segurança, idosos com 60 anos ou mais, pessoas com comorbidades.