21/11/2021 às 16:43, Atualizado em 21/11/2021 às 16:48

Em 2022, Prefeitura inicia por duas escolas ensino em tempo integral

Neste primeiro ano de implantação do projeto serão atendidos 647 alunos

Cb image default
Escola Municipal Leonida La Rosa Balbuena, localizada no Assentamento Jibóia. (Foto: Rafael Brites)

A Prefeitura de Sidrolândia vai começar no próximo ano letivo, por duas escolas, o ensino de tempo integral, previsto no plano municipal de educação em vigor desde 2014. Neste primeiro ano de implantação do projeto serão atendidos 647 alunos. Já está definida a grade curricular, elaborada em conjunto com a comunidade escolar da Escola Municipal Leonida La Rosa Balbuena, localizada no Assentamento Jibóia. O mesmo processo será desenvolvido na Escola Natália Moraes, unidade da zona urbana onde a experiência será implementada atendendo 442 alunos. Está sendo avaliado se o ensino em tempo integral será até o 9º ano do Ensino Fundamental ou até o 7º. No ato da matrícula terão a opção de transferir os filhos para a Escola Olinda Brito de Souza, caso não queiram que eles fiquem até o meio da tarde na escola.

Cb image default
Escola Natália Moraes, unidade da zona urbana (Foto: Rafael Brites).

Segundo a secretária municipal de educação, Maristela Stefanello, os alunos permanecerão entre 7 a 8 horas na escola, onde almoçarão e farão dois lanches. Entrarão às 7 horas e voltarão para casa às 14 ou 15h30 a depender das últimas definições do projeto. Pela manhã serão ministradas as aulas da base nacional curricular. O período vespertino será dedicado às disciplinas eletivas, abrangendo oficinas de literatura e linguagem, esporte, cultura, raciocínio lógico e artes, dentre outras.

Neste mês será lançado o edital para os professores efetivos que tiverem interesse de participar do projeto de ensino em tempo integral. Mês que vem serão abertas as inscrições do processo seletivo e em janeiro estão programadas as provas para seleção dos professores que serão contratados para ministrar as disciplinas eletivas.

Na Escola Leonida La Rosa Balbuena, o ensino em tempo integral atenderá os 205 alunos, da pré-escola ao 9ª ano do Ensino Fundamental. Está programada a reforma e adequação da antiga sede onde serão abertas novas salas para abrigar todas as turmas que hoje estão divididas entre os períodos matutino e vespertino.

A secretária de educação explica que as disciplinas eletivas complementarão e aprofundarão os conteúdos das matérias do currículo obrigatório. Por exemplo, de manhã o aluno terá aula de português. A tarde, oficinas de literatura. Os conteúdos de matemática serão complementados por oficinas de educação financeira, raciocínio lógico. Como muitos estudantes do 6º ao 9º ano das atividades de produção dos lotes vão aprender matemática financeira, noções básicas de tecnologia no campo, empreendedorismo e educação ambiental que complementarão a disciplinar regular agroecologia.

O currículo diversificado para os alunos do Ensino Fundamental da escola rural terá quatro módulos: eletivas 1 -

Oficina Literária; Oficina Esportiva; Oficina de Espanhol; Oficina de Educação Inclusiva; Oficina de Artes Cênicas, Plásticas, Visuais e Musicalização.

Eletivas - 2

Oficina de Raciocínio Lógico; Oficina de Educação Financeira e Empreendedorismo; Oficina Maker e Oficina de Tecnologia Digitais.

Eletivas - 3

Educação Ambiental; Noções Básicas e Tecnológicas na Produção do Campo.

Eletivas -4

Oficina de Formação Cidadã de Convivência Social.

Os alunos da Educação Infantil (pré 1 e 2) terão as seguintes matérias eletivas:

I – oficina literária; de educação inclusiva; educação financeira e integração social

II – Oficina de tecnologia e comunicação; jogos e brincadeiras; arte e linguagem musical.

III – educação ambiental

IV - Oficina Maker -

Aprendizagem Criativa em que o aluno é o protagonista. De forma envolvente e divertida, o aluno aprende a desenvolver sua criatividade, pensamento crítico e a trabalhar em equipe.